Tubarão

O aposentado de 64 anos suspeito de matar a esposa, Elza Silveira Martins, 61, a golpes de faca, e depois tentar tirar a própria vida golpeando-se no pescoço com a mesma arma, deve ser preso nos próximos dias.

O crime ocorreu por volta das 5h deste domingo, na residência do casal, no bairro Vila Nova, nas proximidades da via férrea a e do Supermercado Santos.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para prestar socorro e encontrou o casal sobre a cama com ferimentos provocados pela arma branca (faca). A mulher já estava sem os sinais vitais. Já homem apresentava um profundo ferimento na região do pescoço, o que fez com que fosse encaminhado ao Hospital São Camilo em estado grave.

Técnicos do Instituto-Geral de Perícias (IGP), que periciaram o local, encontraram a faca de aproximadamente 25 centímetros com a lâmina suja de sangue.  Segundo o delegado responsável pelas investigações, Juliano Baesso, o idoso, mesmo com um corte profundo na garganta, chegou a chamar um vizinho, que presenciou a cena no quarto e a esposa sobre a cama, já morta. Em seguida, foi acionada a Polícia e Corpo de Bombeiros.

O delegado de plantão, Bruno Fernandes, foi o primeiro a ter contato com o caso e foi também quem ouviu, ainda no domingo, o depoimento do vizinho, que relatou as circunstâncias dos fatos e que, de acordo com o seu testemunho, seria mesmo o suspeito em questão o autor do crime e de teria atentado contra a própria vida.

Outra constatação das investigações iniciais é que a vítima tinha algumas lesões nos antebraços e costas das mãos, fatos compatíveis com lesões defensivas.