Polícia Civil de Itajaí investiga médico suspeito de abreviar vida de pacientes

De acordo com as investigações, as mortes aconteceram em um hospital de Itajaí e pode ter contado com a participação de um servidor da instituição.

Nesta sexta-feira (08), a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em um hospital em Itajaí e na residência de um médico investigado por suspeita de abreviar vida de pacientes. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC).

Segundo apurado no procedimento investigativo, os fatos ocorriam no interior de um hospital localizado em Itajaí. As buscas visam descortinar um suposto hackeamento do sistema do hospital e com isso verificar se esse fato tem alguma ligação com a atuação do médico e algum servidor, já que ocorria logo após a notícia da suposta abreviação de vidas.

Também foi cumprida busca na residência do médico. Foram apreendidos os “logs” do sistema do hospital e alguns documentos. Houve também, por parte do Poder Judiciário, a fixação de medida cautelar da proibição do exercício da medicina em desfavor do médico. Ele também segue proibido de ministrar aulas e atuar na gestão de hospitais.

Após a perícia técnica a ser realizada pelo Instituto Geral de Perícias (IGP), a DIC deve concluir o inquérito policial dentro do prazo legal.