A polícia Civil da Comarca de Capivari de Baixo, por meio do Núcleo de Investigação e Análises criminais (NIAC/PCSC) prendeu, nesta sexta-feira (7), um homem suspeito de ter praticado o crime de estupro de vulnerável. As Investigações, conduzidos pela Polícia Judiciária na cidade termelétrica apontaram que o suspeito  de 43 anos, que a época exercia função de liderança dentro de uma religião de origem de matriz africana, teria praticado sexo com a vítima, uma criança de 11 anos, sob o pretexto de fazer uma limpeza espiritual.

Após tomar conhecimento dos fatos, a autoridade policial instaurou Inquérito Policial para apurar as condutas e após a realização de algumas diligências investigatórias, representou pela decretação da prisão temporária do suspeito, obtendo parecer favorável do Ministério Público local. Posteriormente, o Poder Judiciário da Comarca de Capivari de Baixo decretou a prisão do suspeito, que foi capturado e encaminhado ao Presídio Regional Masculino de Tubarão, local onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O crime de estupro de vulnerável é previsto no artigo 217-A, do Código Penal Brasileiro possui pena privativa de liberdade na modalidade de reclusão, que poderá variar de 8 a 15 anos, além de ser considerado crime hediondo. As investigações foram coordenadas pelo Delegado Vandilson Moreira da Silva e pela Delegada Gabriela Tisot Fruet. O inquérito policial será concluído nos próximos dias e remetido ao Poder Judiciário e ao Ministério Público. Colabore com a Polícia Civil do seu município fazendo a denúncia por meio dos telefones (48) 3631-9307, 181 e 197.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul