Araranguá

Desde o final do ano passado, agentes da Polícia Civil da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de Araranguá estavam à procura de um homem, que estava assediando estudantes de várias escolas da cidade.

Ainda no ano passado, segundo o delegado Jair Pereira Duarte, responsável pela DPCAMI, duas adolescentes de 12 e 13 anos, procuraram pela Delegacia Especializada para denunciarem caso de assédio e importunação. Segundo depoimento das meninas, na saída da escola, o acusado que estava com o próprio carro, um UP de cor branca, parado na via pública, abriu o vidro, chamou as vítimas e mostrou seus órgãos sexuais.

Após um incessante trabalho de investigação, o acusado foi identificado pela equipe de investigação da DPCAMI. Trata-se de um homem de 37 anos, que não terá a identidade revelada, para não atrapalhar nas investigações.

Conforme o agente da Polícia Civil, Rafael Macedo, neste ano, mais três vítimas foram identificadas, desta vez, o alvo do “tarado” foram jovens entre 17 e 19 anos.