Balneário Camboriú

Um novo fardamento da Polícia Militar de Santa Catarina está sendo testado na sede do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Balneário Camboriú. O uniforme é importado dos Estados Unidos e vem sendo utilizado por quatro policiais da corporação.

Balneário Camboriú foi escolhida como unidade piloto para experimentar o fardamento, a exemplo de 2015, em que o 12º BPM também foi o pioneiro ao testar e aprovar o projeto PMSC Mobile, projeto que aperfeiçoou o processo de atendimento e registro de ocorrências através de um aplicativo para tablets e smartphones que hoje atende a todo o Estado, com 100% das viaturas equipadas com a tecnologia.

O projeto também visa a preservar a identidade visual da corporação militar catarinense, fazendo-se reconhecer pelas suas tradicionais cores e símbolos, mantendo o reconhecimento de seu fardamento em todos os padrões de policiamento. A farda demonstra a imagem da PMSC como uma instituição de excelência, moderna e que promove a proteção da sociedade catarinense, sem prejuízo do conforto e segurança do policial militar.

O conjunto de uniforme proposto tem boné, gandola, camisa tática, camisa pólo, calça, cinto e bota cano curto. Todo o kit é produzido com alta tecnologia, de grande resistência e durabilidade, com material de fácil limpeza, resistente à água e a sujeira, além de proteção UVA e UVB.

A cor cáqui será mantida em todos os novos fardamentos. A calça e a gandola de mangas compridas são feitas de tecido “rip stop” leve, mais durável e extremamente resistente à abrasão, fornecendo proteção extra para áreas não protegidas pelo colete. É feita com costuras triplas reforçadas nas partes mais sensíveis e possui partes que funcionam como equipamento de proteção individual, facilitando um regaste.

As camisas pólo e a camiseta branca (utilizadas por baixo da gandola) são produzidas com malha “dry fit”, tecido sintético que facilita a absorção e evaporação rápida do suor, mantendo a pele mais seca e aumentado, assim, o conforto térmico. Tanto as pólos quanto a calça e a gandola possuem proteção UVA e UVB, que protegem a pele contra as radiações solares durante as atividades de exposição ao sol. Também foi aplicada ao tecido uma tecnologia que impede a proliferação de bactérias causadoras do mau odor do suor.