Sangão

Mais pessoas podem ter sido vítimas da dupla que vendia terrenos ilegalmente no Balneário Campo Bom, em Jaguaruna. Os dois homens, de 31 e 68 anos, estão no Presídio Regional de Tubarão.
Eles foram presos terça-feira, quando tentavam aplicar o golpe em um empresário, em uma cerâmica em Sangão. As investigações são feitas pela Polícia Civil. Para o agente Alex Etevaldo de Souza, responsável pela delegacia da cidade, é forte a suspeita de que outras pessoas foram lesadas.

Segundo ele, o homem mais velho tinha como principal atividade, há bastante tempo, a compra e venda irregular de lotes. “Por isto, pedimos: quem sentir que possa ter sido enganado deve comparecer com a documentação na delegacia para fazermos uma averiguação”, solicita o investigador.

O golpe pode ter sido aplicado também em outras regiões do estado. O estelionatário de 68 anos, com a ajuda do outro, oferecia a empresários da região terrenos que chegavam a R$ 40 mil. A denúncia partiu de uma das vítimas, que desconfiou da documentação. A pessoa foi ao cartório de Jaguaruna e constatou que um dos selos de autenticação era falso.
O homem tinha adulterados uma carteira de identidade e os documentos do carro que conduzia.