Mirna Graciela
Laguna

O que seria uma diversão acabou de forma trágica para o gaúcho Luiz Carlos Klen, 58 anos. Por volta do meio-dia de ontem, ele pescava em um dos costões do Farol de Santa Marta, em Laguna, quando caiu no mar.
Alguns populares chamaram os bombeiros. Luiz estava no local popularmente conhecido como ‘pedra do sabão’. O lugar fica longe de onde os guarda-vidas ficam.
Quando os profissionais chegaram, Luiz já estava morto. O corpo dele foi resgatado cerca de 40 minutos depois pelos bombeiros militares e civis de Laguna.

Luiz aproveitou quando a maré baixou e desceu mais próximo da água. Foi quando uma forte onda veio e o derrubou. O helicóptero Arcanjo, da capital, chegou a ser acionado, pois a vítima encontrava-se muito fora da arrebentação.
Os profissionais chegaram a se deslocar de Florianópolis, mas foi dada ordem de retorno porque não havia mais o que fazer. O corpo do gaúcho foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Laguna. Luiz é da cidade de Getúlio Vargas e passava férias no balneário Camacho, em Jaguaruna.

O local em que ele pescava é considerado muito perigoso. Tanto que levou o apelido de ‘pedra do sabão’. Neste ponto, várias outras mortes já ocorreram em função de quedas. Em novembro do ano passado, um pescador também morreu nas proximidades.