Rafael Andrade
Pescaria Brava

Um crime que instigou o sentimento de indignação na região, solucionado pela polícia, teve um fim menos dolorido aos familiares da vítima, que tinha 12 anos à época (2013). Um pedófilo de 53 anos foi preso na noite de ontem pela equipe da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, que cumpriu, às 19 horas, o mandado de prisão condenatória por estupro de vulnerável. Hoje, a menina está com 15 anos.

Os agentes da DIC receberam informações do paradeiro do autor, detido na localidade do Km 37, em Pescaria Brava, e passou a diligenciar a fim de localizá-lo. Ele foi condenado a oito anos de reclusão em regime fechado, enquadrado no artigo 217-A do Código Penal. Os fatos foram investigados pela Polícia Civil da Terra de Anita.

O delegado Rubem Thomé coordenou os trabalhos. O pedófilo disse à polícia que foi “uma injustiça” que fizerem com ele. Já começou a cumprir a pena na Unidade Prisional Avançada (UPA) de Laguna. Poderá ser transferido à Penitenciária Sul, em Criciúma, nas próximas semanas, já que a UPA da Cidade Juliana é voltada mais para reclusos que aguardam sentença.

No último estudo completo divulgado sobre estupros no Brasil (em 2014), 47.646 casos foram registrados. É o que mostram os dados oficiais da Secretaria Nacional da Segurança, coletados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O número representa uma queda de quase 7% em relação ao registrado em 2013 (51.090), ainda assim, equivale a um caso a cada 11 minutos, em média, no país. Segundo o levantamento, houve outras 5.042 tentativas de estupro em 2014 no país – número maior que o registrado nas delegacias em 2013 (4.897).