Tubarão

Em menos de 20 dias após a definição do espaço onde será readequada uma sala de aula no Presídio Regional de Tubarão, o início das obras está próximo. Ontem, mais um passo foi dado e a doação dos materiais está garantida.
O assunto foi discutido em uma reunião, com o diretor da Ferrovia Tereza Cristina, Benoni Schmitz Filho. “De imediato ele listou os itens e confirmou a parte estrutural. Isto nos estimulou a buscar o restante”, comemora o presidente do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), Maurício da Silva.

A próxima ação é de responsabilidade da Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos de Tubarão (Area-TB), que também abraçou a causa. Além de realizarem o projeto de reforma, apresentado ontem, a entidade está encarregada de toda a parte burocrática.

“Amanhã (hoje) vamos providenciar a documentação legal junto ao Crea e, em seguida, dar entrada na prefeitura”, explica o presidente da Area-TB, Thomaz Moojen.
Com isto, Maurício acredita que as obras iniciem nos próximos dias. “Para ocorrer a ressocialização, o estudo e o trabalho dos detentos é fundamental. Dos que não têm acesso a isto, 70%, após cumprirem a pena, reincidem ao crime”, argumenta o presidente do Conseg.
A sala de aula será idealizada no espaço onde hoje funciona o posto da Polícia Militar, que será removido ao piso superior.