Um casal foi preso, pela Polícia Civil, por estupro de vulnerável em Barra Velha, Norte de Santa Catarina. A vítima era filha do agressor e foi abusada ao longo de três anos com o objetivo de engravidar.

De acordo com a polícia, os estupros aconteciam habitualmente desde quando a vítima tinha apenas nove anos até os 12. A constante violência resultou em uma gravidez. A menina deu a luz a um bebê há aproximadamente 6 meses.

Segundo a apuração, a madrasta tinha dificuldade para engravidar e permitia os abusos. Ela tinha o desejo de assumir a maternidade pela gravidez da enteada. Por esse motivo, no início da gravidez, o casal dissimulava afirmando que a criança teria engravidado de um desconhecido.

Apesar dos esforços do casal, a trama e os abusos foram descobertos. A paternidade do bebê foi comprovada ao longo da investigação, inclusive por meio de exame de DNA. Após a descoberta, o pai e agressor fugiu para área rural da cidade de Araquari, porém foi encontrado.

Ambos os envolvidos já foram denunciados pelo Ministério Público e presos preventivamente pela Polícia Civil.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: O Município