#PraCegoVer Na foto, um jovem moreno sorrindo. Ele tem uma corrente no pescoço e está de boné branco
Kairon era de Lages, na Serra catarinense, mas morava em Araranguá quando desapareceu, em junho de 2010. Ele tinha 27 anos na época - Foto: Divulgação

A ossada humana encontrada por uma moradora que catava conchinhas na Praia da Caçamba, no Balneário Arroio do Silva, na último sábado (14), é de Karion Assis Fernandes, desaparecido há 12 anos. A identificação foi feita por familiares a partir de itens pessoais, um cobertor e uma aliança com um nome e umas data gravados, que também estavam enterrados no local. Agora, a Polícia Científica realizará um exame de DNA para confirmar a identidade.

A informação foi confirmada na noite desta segunda-feira (16) pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá, que apura as circunstâncias e a autoria do crime. Karion era natural de Lages, mas morava no bairro Polícia Rodoviária, em Araranguá, quando desapareceu, no dia 15 de junho de 2010, aos 27 anos. Conforme o Boletim de Ocorrência registrado na época, ele sai de casa por volta das 20 horas para ir atrás de um homem que supostamente teria furtado objetos de sua residência.

Fonte: Divisão de Investigação Criminal de Araranguá
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul