Além da prisão do acusado, os agentes da polícia civil encontraram cocaína em duas residências de propriedade do suspeito. Ele cumpriu pena até o ano passado pelo crime de tráfico de drogas e estava solto há poucos meses - Foto: Polícia Civil de Laguna | Divulgação

Um conhecido traficante de drogas, liberto no ano passado após cumprir pena pelo mesmo crime, voltou a figurar entre os maiores fornecedores de cocaína de Laguna. Conforme apuração da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil, o suspeito fornecia a droga em larga escala em diversos pontos da cidade. A polícia também aponta este mesmo homem como o responsável por ter fornecido drogas a outros dois indivíduos, também investigados pela DIC. Inclusive, por conta da dívida contraída com o fornecedor, estes dois rapazes cometeram crimes hediondos ao longo deste verão na tentativa de saldar o que era devido.

Um deles está preso pelo crime de latrocínio e o outro, também detido, é acusado de extorsão que resultou em morte. Com estas confirmações, a DIC e o Núcleo de Operações com Cães (NOC) deflagraram a operação ‘Rei Momo’, nesta sexta-feira (25). Na ação, os agentes cumpriram quatro mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva contra o fornecedor. Ele mora no bairro Cabeçudas e estava em casa quando os policiais chegaram. Na residência, foi encontrada algumas porções de cocaína. 

Os outros mandados de busca e apreensão foram cumpridos em outros endereços, entre eles um sítio, no bairro Barbacena, também de propriedade do acusado. No local também foram encontradas porções de cocaína. A droga estava enterrada, mas foi localizada com facilidade pelos cães farejadores. O suspeito foi encaminhado para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Laguna, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. As investigações continuam na cidade.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul