Tubarão

Dos 20 quadros furtados da casa do artista plástico tubaronense Willy Zumblick, em novembro do ano passado, 14 já foram recuperados pela polícia. O último foi recolhido ontem da casa de traficantes no Beco da Valdete, no bairro Fábio Silva, em Tubarão.

Além da tela – avaliada em R$ 30 mil, cerca de 100 pedras de crack, R$ 1,2 mil em dinheiro, joias, relógios, celulares e vários outros objetos de procedência duvidosa foram apreendidos.

A operação foi coordenada pelo delegado Carlos Diego Araújo, da Central de Polícia, com auxílio do delegado Bruno Ricardo Vaz Marinho, da Central de Operações Policiais (COP). Cerca de dez policiais civis participaram da ação, que ainda contou com o apoio do Pelotão de Policiamento Tático (PPT) da Polícia Militar.

Duas mulheres, de 29 e 40 anos, e um homem, de 23, foram presos sob a acusação de tráfico de drogas, furto e receptação. O trio foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão. A polícia acredita que as outras seis obras que ainda estão desaparecidas não saíram de Tubarão e a recuperação delas é uma questão de tempo.

“Vamos intensificar as buscas em pontos conhecidos de tráfico. Algum usuário pode ter empenhado uma tela. Esta operação foi necessária já que as denúncias de comércio ilegal de drogas eram muito evidentes no Beco da Valdete. A prisão deste trio vai enfraquecer o movimento neste ponto”, avalia Diego.