A Operação “Network 2”, deflagra pela Polícia Civil, cumpre 26 ordens judiciais contra organização criminosa. No balanço da ação, durante manhã desta quinta-feira (25), indica 12 presos e duas pessoas estão foragidas.

O objetivo é cumprir 14 mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça contra integrantes de uma organização criminosa catarinense voltada à prática de diversos tipos de crimes, como tráfico de drogas e o comércio ilegal de armas de fogo.

A operação é da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC) e conta com a participação de Delegacias da Diretoria de Polícia do Interior (DPOI/PCSC).

Durante a investigação, iniciada em 2019, com compartilhamento de informações entre a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Lages e a DRACO/PCSC, foram observadas negociações ilegais de armas de fogo e a comercialização de grande quantidade de drogas por integrantes da organização criminosa.

As 26 ordens judiciais expedidas pela Vara Criminal da Região Metropolitana de Florianópolis, após parecer favorável da 39ª Promotoria de Justiça da Capital, estão sendo cumpridas em Biguaçu, Lages e Joinville.

Um dos presos nesta quinta-feira é um integrante da organização que, em tese, criou uma espécie de aplicativo próprio para a comunicação interna entre faccionados. Participam da operação 60 policiais civis, entre as equipes da DEIC/PCSC e das Delegacias da DPOI/PCSC e das regiões de Lages e Curitibanos.

 

Fonte: PCSC

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul