Tubarão/Braço do Norte

Onze bares foram notificados e quatro interditados em Tubarão no fim de semana, pelas polícias Civil e Militar, durante a quarta etapa da Operação Integrada, organizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). No total, foram fechados 42 bares em todo o estado por falta de documentação.

Na ação, que começou na noite de sexta-feira e se encerrou na madrugada de domingo, 20 pessoas foram presas em flagrante por crimes como tráfico de drogas e porte de armas. A operação mobilizou 347 policiais civis e militares e 130 viaturas da polícia.

Dos 238 bares fiscalizados, 42 não tinham alvará e foram fechados. Outros 45 foram notificados. A relação dos bares interditados não foi divulgada pela SSP. Três armas de fogo, munição, cigarros, CDs, DVDs, relógios contrabandeados ou falsificados, crack, maconha e cinco gaiolas com pássaros sem a documentação exigida foram apreendidos nos estabelecimentos.

Duas das três armas tiradas de circulação durante a operação estavam com um homem, de 31 anos, em um boteco de Braço do Norte. O delegado da cidade, Leonardo Valente, e os capitães da PM Marcos Aurélio e Gabriel Souto coordenaram os trabalhos no Vale.
Alguns prostíbulos também foram vistoriadas, assim como o consumo de bebidas em postos de combustíveis – que é proibido em determinados horários durante a noite.

Um outro homem, de 28 anos, natural de Porto Alegre (RS) e com 75 passagens pelas polícias gaúcha e catarinense, foi preso em Braço do Norte. Ele invadiu a casa de um PM, furtou R$ 300,00 de dentro de uma bolsa e foi detido poucos minutos depois.