A Operação “Infância Protegida”, em combate ao crime de pornografia infantil e infanto-juvenil praticada na internet foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (26). A ação foi efetuada pela Polícia Civil de Santa Catarina.

No Estado, 11 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça a partir de investigações feitas pela Polícia Civil, são cumpridas. A ação conta com trabalho conjunto com o Instituto Geral de Perícias (IGP/SC), que participa das buscas nesta quarta-feira.

Os mandados de busca e apreensão são nas cidades de Florianópolis (03), São José (02), Barra Velha (01), Penha (01), Brusque (01), Lages (01), Palhoça (01) e Rio do Sul (01). O crime investigado é o previsto no artigo 241-B (adquirir, possuir ou armazenar conteúdo de pornografia envolvendo criança ou adolescente), do Estatuto da Criança e do Adolescente.

 

Prisões

A Operação resultou em nove pessoas presas em flagrante. Os alvos são homens e foram autuados durante o cumprimento dos mandados de busca, pelo artigo 241-B. Foram três prisões em São José, uma em Florianópolis, uma em Rio do Sul, uma em Lages, uma em Barra velha, uma em Penha e uma em Brusque.

A entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, na Delegacia Geral, em Florianópolis, contou com a participação do Delegado Geral da Polícia Civil de SC, Paulo Koerich; do Diretor de Inteligência da PCSC, Delegado de Polícia Alfeu Orben; da Diretora de Polícia da Grande Florianópolis, Delegada de Polícia Tatiana Klein e do Diretor de Criminalística do Instituto Geral de Perícias (IGP/SC), Tiago Pietry.

 

Fonte: PCSC

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul