A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta feira (14) mais uma fase da investigação que apura crimes contra o patrimônio público municipal. A ação da 2ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (DECOR/PCSC) ocorreu em conjunto com a Delegacia de Polícia de Imaruí.

Esta é a terceira fase da Operação “Gêmeo do Mal”. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça no intuito de apreender documentos e aparelhos eletrônicos em imóveis situados em Laguna e Imaruí.

Além disso, foram efetuadas prisões preventivas para dois dos alvos e uma prisão temporária para outro. No transcorrer do dia, os presos serão interrogados e encaminhados à UPA de Laguna e presídio feminino de Tubarão.

A investigação, que apura delitos de organização criminosa, peculato, fraudes licitações e outros, foi iniciada há mais de nove meses. A primeira e segunda fases foram deflagradas nos meses de novembro/2020 e março deste ano, respectivamente.

Desde o começo até o momento, a operação contabiliza sete presos, oito mandados de busca e apreensão e quatro afastamentos de servidores públicos. Além disso, várias outras cautelares de natureza constritiva patrimonial .

A investigação está em fase final e deverá ser finalizada nos próximos dias. A operação desta quarta-feira envolveu cerca de 15 policiais civis pertencentes às unidades responsáveis pela investigação e à DIC de Laguna. Os fatos apurados são relativos à gestão 2017/2020 e não envolvem o atual governo municipal de Imaruí.

 

Fonte PCSC

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul