Rafael Andrade
Tubarão

A época mais movimentada do ano nas rodovias catarinenses chegou. Os turistas gaúchos, argentinos, uruguaios, paraguaios, paulistas e paranaenses são os mais aguardados. Em Jaguaruna, Laguna e Imbituba, os vizinhos do Rio Grande do Sul são os mais esperados.

E, para fiscalizar o aumento do fluxo de veículos na BR-101, o posto da PRF de Tubarão terá incremento no efetivo nos dias 24, 25, 27, 31 deste mês e 1º do próximo ano. Hoje, 23 policiais trabalham em regime de escala.
Conforme os dados levantados pela delegacia da PRF de Tubarão, em anos anteriores, o número de automóveis aumenta em 100%. “Este ano, não vai ser diferente. Aqui na região, existe um fator negativo que deixa o trânsito lento. É o trevo de Laguna. É uma região muito fechada. O fluxo de veículos que deixam a cidade também é intenso e rebate no trânsito da BR-101”, avalia o inspetor da PRF de Tubarão, Teodoto José Tonon.

De acordo com o inspetor, a maior incidência de mortes nesta época, na BR-101, é de homens entre 40 e 50 anos. “Geralmente, são pessoas alcoolizadas que utilizam a rodovia no horário entre 18 e 6 horas. São motoristas que se deslocam de bairro a bairro. Os viajantes não costumam apresentar sinais de embriaguez”, analisa Tonon.
Ao contrário dos carros, o fluxo de caminhões e carretas sofre um decréscimo de 40% nesta época. A Operação Fim de Ano iniciou na última sexta-feira e termina no dia 3 de janeiro.