A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá realiza desde às 6h a Operação Armagedom. O objetivo é desarticular uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas. No total são 31 mandados de busca e apreensão e 29 mandados de prisão. A ação é comandada pelo delegado Lucas Fernandes da Rosa.

“Queremos desarticular uma organização que atua em Araranguá e região. Foram nove meses de investigações”, comentou. “O que nós apuramos é que a droga comercializada no Sul de Santa Catarina vem do Mato Grosso do Sul e é distribuída aqui. Aqui esses entorpecentes são pulverizados”, explicou.

A DIC está cumprindo 14 mandados de sequestro de veículos, cinco mandados de sequestro de imóveis e realizou o bloqueio de 22 contas bancárias. “Aqui em Araranguá tem uma organização que seria a distribuidora. Então a gente retrocedeu até o fornecedor inicial. Conseguimos prender até os comandantes dessa organização criminosa”, afirmou o delegado.

São 130 policiais civis participando da Operação Armagedom, com auxílio do Canil K9 de Chapecó e São Lourenço do Oeste, o Serviço Aeropolicial (Saer) e outros apoiadores. “A operação ainda não está concluída. Abrangeu também Balneário Arroio do Silva, Sombrio, Santa Rosa, Criciúma, Garopaba e uma pessoa de Sete Quedas, no Mato Grosso do Sul. As autoridades policiais ainda estão trazendo as pessoas que estão sendo pesas”, destacou.