Maycon Vianna
Tubarão

Um suspeito foi ouvido em Imbituba no início da manhã de ontem e a Polícia Federal (PF) de Santa Catarina está à procura de outra pessoa de Garopaba pela qual foi expedido um mandado de busca e apreensão.

As ações fazem parte da operação de combate à pornografia infantil na internet, em 17 estados e no Distrito Federal.
Policiais buscam computadores, discos rígidos, além de CDs e DVDs que possam comprovar o crime. Até as 10 horas, apenas um suspeito de Florianópolis havia sido preso. Ele prestou depoimento na sede da PF na capital.

A operação é centralizada em Brasília e tem como objetivo procurar e apreender computadores de suspeitos de envolvimento com o crime. Os equipamentos foram periciados em busca de registros que comprovem o acesso e ou a armazenagem de imagens envolvendo pornografia infantil.

Em todo o país, 650 policiais foram mobilizados no cumprimento de 113 mandados de busca e apreensão. A ação tem relação com os trabalhos da CPI instaurada no senado e conta com o apoio da Interpol no Brasil. “Ainda é muito precoce concluir pela autoria ou não de delito pelas pessoas investigadas, mas, em breve, teremos novidades. É tudo muito recente ainda”, adiantou o delegado Maurício Mânica, da PF.
Segundo ele, o resultado das perícias nos computadores apreendidos deve ser divulgado em até 20 dias. Se comprovado o crime, a Polícia Federal deverá indiciar os envolvidos.