Em Ponte Serrada uma mulher de 46 anos foi indiciada pelo crime de Denunciação Caluniosa após registrar na polícia um estrupo contra o ex-companheiro (59 anos).

No dia 14 de janeiro a mulher registrou um boletim de ocorrência dizendo que três dias antes o ex teria ido até a casa dela e a forçou a ter relações sexuais com ele.

Durante a investigação a polícia descobriu que a mulher estava mentindo. Ela acabou confessando que a relação foi consentida e que ela inventou o caso por se sentir rejeitada. 

O Delegado responsável pelo caso,  Vinícius Benedet Brandão, alerta que “este tipo de conduta é extremamente grave e prejudica a apuração de outros crimes na cidade, uma vez que os recursos da Polícia Civil são empregados na apuração de um crime que não existiu”. 

A mulher foi indiciada pelo crime de Denunciação Caluniosa e pode pegar uma pena de até oito anos de reclusão.