A forte explosão destruiu todo o teto da sala dos caixas eletrônicos. Os vidros das portas viraram estilhaços. Foto: Samuel Madeira/Divulgação/Notisul
A forte explosão destruiu todo o teto da sala dos caixas eletrônicos. Os vidros das portas viraram estilhaços. Foto: Samuel Madeira/Divulgação/Notisul

Orleans

As imagens das câmeras de segurança de estabelecimentos perto do Banco do Brasil de Orleans estão com a Polícia Civil, que trabalha para identificar os criminosos que tentaram roubar um caixa eletrônico. A agência foi alvo dos bandidos na segunda-feira à noite, por volta das 20h45min.

O material do circuito interno de monitoramento não contribuiu para o reconhecimento dos ladrões, mas mostrou toda a ação. Primeiro, a dupla usou um pé de cabra para quebrar um dos caixas. Depois, um deles colocou metade da dinamite na abertura da máquina, acionou e saiu.

A explosão atingiu o equipamento e o teto inteiro da sala dos caixas eletrônicos. Todos os caixas arrombados até então foram com a utilização de maçaricos. Segundo o delegado Ulisses Gabriel, há suspeitas de que sejam pessoas da cidade. E que, pela forma como agiram, são inexperientes, não estão acostumados a cometer este tipo de crime.

O caixa arrombado possuía somente talões de cheque. O horário também contribuiu para que a dupla não tivesse sucesso, pois muitas pessoas ainda circulavam pela rua. Alguns contaram que os dois fugiram em um carro escuro. Foi a segunda vez que a agência foi alvo da criminalidade. Na primeira, um caixa inteiro foi carregado.

A série de ataques a caixas eletrônicos no estado contabiliza mais de 60 ocorrências este ano. Na região, os bandidos agiram em bancos de Tubarão, Laguna, Jaguaruna, Imaruí, Armazém, Capivari de Baixo e Gravatal. A maioria é a agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.