Tubarão

Os moradores e comerciantes dos arredores da praça Walter Zumblick – onde fica o Centro Municipal de Cultura e a pista de skate -, no centro de Tubarão, estão indignados com a audácia de usuários de drogas. Diariamente, pessoas são flagradas fumando maconha e ingerindo bebidas alcoólicas, inclusive menores de idade e em plena luz do dia.

Pedintes também frequentam o local e passam o dia deitados na grama, bebendo e pedindo dinheiro para as pessoas. Também existe um ponto de ônibus que sempre está cheio de trabalhadores e estudantes, que se sentem ameaçados pelos viciados. “Já até me acostumei. Mas fica feio esses grupos bem no centro de Tubarão, ao lado de um hospital, e a 100 metros de uma delegacia”, lamenta a empregada doméstica Raquel Mendes Barboza, que aguardava, ontem à noite, o ônibus para Laguna, onde mora.
Domingo, no início da tarde, um grupo de jovens fumava maconha no local e não se preocupava em ser observado pelos motoristas que paravam no semáforo, nem com uma possível ação da Polícia Militar.

“Fizemos algumas ‘batidas’, principalmente nos fins de semana. Não podemos nos atentar exclusivamente a este lugar. É um dos poucos pontos de lazer de Tubarão, vários esportistas usam a pista de skate. Mas vamos intensificar o policiamento dentro do possível”, garante um militar.
Um morador próximo à praça denuncia que já presenciou o comércio de drogas no local. “Isso me incomoda porque é uma realidade que pode ficar mais intensa se ninguém tomar atitude”, alerta.