O muro caiu sobre uma família de cinco pessoas. Rosicler salvou o filho e foi a mais atingida.
O muro caiu sobre uma família de cinco pessoas. Rosicler salvou o filho e foi a mais atingida.

Rafael Andrade
Tubarão

Uma família de Tubarão retornava para casa, a pé, no bairro Guarda margem direita após um jantar na casa de parentes quando um muro de dois metros de altura desabou. Cinco pessoas foram atingidas, inclusive uma criança de 2 anos, que escapou da morte por alguns centímetros. O menino foi salvo pela mãe, a comerciante Rosicler Klaumann, 41 anos. Ela percebeu os ruídos no muro e empurrou o filho. O menino teve pequenas escoriações e ela foi atingida pelos destroços.
 

A tragédia ocorreu na madrugada de sábado, por volta da 1 hora. Além de Rosicler, Felipe da Silva, 19 anos, sobrinho da comerciante, também ficou bastante ferido.
Rosicler está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição e Felipe está para receber alta. O jovem teve um corte longo e profundo no tornozelo direito e levou quase 70 pontos. Rosicler quebrou a bacia em cinco lugares, o ombro esquerdo, o tornozelo esquerdo, o osso da face, a vértebra restrita, teve complicações no globo ocular. Ela passará por várias cirurgias e não corre risco de morte, mas os médicos já alertaram a família de que a recuperação será muito lenta.
 

“O médico disse que ela deve voltar a andar somente no fim de 2011. Quase perdi a minha família”, declara o caminhoneiro Rogério José Clarinda, 47, marido de Rosicler, que também foi atingido pelos escombros e passa bem. Um adolescente de 17 anos também estava com o grupo e ficou levemente ferido.

Boletim de ocorrência
A família atingida pela queda do muro registrará um boletim de ocorrência hoje na Central de Polícia. O caso será investigado detalhadamente. O que restou da construção já foi demolido e no lugar foi colocado uma cerca de arame enfarpado.