Mirna Graciela
Tubarão

Juraci Alves Pereira, de 42 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu ontem à noite, no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão. Ela teve 90% do corpo queimado pelo seu companheiro, um homem de 33 anos. Ele está preso na instituição, sob escolta policial, pois também foi atingido pelo fogo.

Por volta das 23h15min de sexta-feira, os bombeiros foram acionados a uma lanchonete no bairro Dehon, onde havia uma mulher gravemente ferida. Ela apresentava queimaduras por todo o corpo, exceto nas regiões pélvica e genital. Juraci foi levada inconsciente pelo Autossocorro de Urgência (ASU) ao hospital.

Uma mulher de 33 anos, que viu o fato, revelou que o homem teria jogado álcool no corpo da companheira e colocado fogo. Depois, fugiu do lugar. O fogo atingiu a casa, que queimou parcialmente.
As polícias militar e civil também trabalharam na ocorrência. Pouco tempo depois, o homem foi encontrado nas proximidades de um posto de combustíveis, no bairro Humaitá de Cima. Logo foi identificado e detido.