Um caso de violência doméstica virou em apreensão de arma de fogo na rua Chico Mendes, no bairro Progresso, em Criciúma. A ocorrência foi por volta das 10h deste domingo, 1. A Polícia Militar foi acionada porque um homem estava transitando com uma arma de fogo nas ruas da comunidade.

Ao chegarem na região, os policiais observaram uma mulher saindo chorando da residência onde o indivíduo com a tal arma estava. Ao questionarem os fatos ela informou que o mesmo estava agressivo e quebrando as coisas dentro do imóvel. Os policiais militares constataram não haver violência física contra a moça, e que ambos haviam se conhecido na noite anterior e a desavença era porque ela não queria manter relações sexuais com o suspeito.

Os policiais sabendo que o indivíduo podia possuir uma arma de fogo solicitaram autorização a mãe deste para revistar a casa, o que foi consentido e, após algumas buscas localizaram um revólver, calibre .38, seis polegadas, dentro de um cano de concreto, sem munições.

A arma estava com a numeração raspada na parte de baixo e adulterada na lateral, com pontos marcados sobre os dígitos, impedindo a identificação. Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao indivíduo que confessou que há uma semana havia comprado o revólver por R$ 3 mil para se defender. Após foi devidamente conduzido a Polícia Civil para os demais procedimentos de estilo.