Mirna Graciela
Laguna

A mulher que atingiu o marido no peito com um golpe de faca, após uma discussão, na noite de quinta-feira, em Laguna, segue foragida. Ela está em Joinville. O pedido de prisão preventiva da acusada foi solicitado nesta sexta-feira pelo delegado responsável pelo caso, Flávio Costa Gorla.

“Encaminhei a documentação para o fórum, em função de ela estar foragida. Agora, temos que esperar a manifestação da justiça, com a expedição do mandado de prisão. Quando isto ocorrer, vamos comunicar à Polícia Civil de Joinville para localizá-la”, relata o delegado. O irmão da mulher foi intimado por Gorla para comparecer na Central de Polícia.

Em seu depoimento, revelou ter recebido uma ligação da irmã, que o avisou sobre o seu destino. Ele também confirmou os motivos da discussão, que ocorreu por questões financeiras. “Em razão disto, por motivo fútil, é qualificado como crime de homicídio”, explica Gorla.

O homem de 36 anos está internado no Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos. O seu quadro de saúde é estável. Ele passou por uma cirurgia e não corre risco de morrer. No dia da briga (quinta-feira), por volta das 19h30min, na casa em que moram, no bairro Bentos, ela pegou uma faca e desferiu o golpe.

O corte da energia da residência por falta de pagamento e contas atrasadas teria originado a briga. Na mesma noite, o delegado foi ao local do crime e recolheu vestígios, como a faca usada e a camiseta que a vítima vestia. O casal tem três filhos pequenos.