Araranguá

Um homicídio foi registrado em Araranguá por volta das 17 horas deste sábado (29). Uma mulher acionou a Polícia Militar para avisar que esfaqueou o esposo no momento em que ele agredia seu pai, um idoso de 72 anos.

O fato ocorreu na estrada geral do bairro Operária, próximo ao Salão Comunitário. Quando os militares chegaram ao local, o homem já estava morto, caído de bruços em via pública. A Polícia Civil foi acionada, assim como o Instituto Geral de Perícias (IGP) e Instituto Médico-Legal (IML).

A vítima é Ricardo Maciel, 35 anos, apresentava vários ferimentos de faca, uma nas costas e outras no tórax e abdômen, e uma certeira no coração. A mulher de 46 anos foi presa e levada à Central de Plantão Policial (CPP), onde os procedimentos cabíveis foram tomados. A faca usada no crime também foi apreendida.

Na delegacia, a mulher contou que seu marido estava bebendo desde as 11 horas e à tarde chegou ferido com golpe de faca, relatando ter se envolvido em uma briga em um pesqueiro. Supostamente embriagado, ao entrar de carro no pátio da casa teria atropelado uma galinha, o que iniciou a discussão com o sogro. O idoso, pai da autora do assassinato, chamou a atenção do genro, pois em vez da galinha poderia ter sido uma criança. Ricardo não gostou do comentário e iniciou um atrito verbal. Com medo, a mulher levou o pai para dentro da casa, pois no mesmo terreno moram alguns familiares. Ricardo então invadiu o imóvel do sogro e começou a bater em seu rosto, deixando lesões. Desesperada para defender o pai, foi até a cozinha e pegou uma faca. Para ela, as lesões foram superficiais, Rodrigo saiu correndo e caiu em um terreno ao lado, onde morreu.

Quando a mulher viu que o marido correu, chamou a polícia com medo que ele voltasse e matasse seu pai.

Fonte: Contra o Crime