#ParaTodosVerem Na foto, o giroflex vermelho de uma viatura policial
#ParaTodosVerem Na foto, o giroflex vermelho de uma viatura policial

Uma mulher foi resgatada de um apartamento na beira-mar de Itapema, no Litoral Norte de Santa Catarina, após ser trancada no local por um empresário europeu por pelo menos cinco dias, segundo a Polícia Militar (PM).

A vítima, que tinha hematomas no quadril e nos braços, relatou ter sido agredida e obrigada a fazer sexo oral, conforme a PM. O suspeito, de Portugal, foi preso em flagrante.

A ação ocorreu depois que os pais da jovem acionaram a polícia. Vizinhos confirmaram à polícia terem ouvido gritos e choro dentro do apartamento, na quinta-feira (14), segundo o comandante da PM de Itapema, Éder Oliveira.

“Há várias semanas a vítima não dava notícias. A família sequer sabia o número do apartamento [em que ela estava]. Diligenciamos, insistimos por horas e ninguém atendia [o interfone]. Depois conseguimos contato com um vizinho. O estado da vítima era péssimo”, relata.

Segundo o Oliveira, a guarnição tinha apenas uma localização imprecisa de onde a vítima estaria. Quando o Grupo Tático localizou o prédio, não teve resposta ao interfonar no apartamento. Através de um vizinho, os policiais acessaram o edifício.

No apartamento, o suspeito resistiu à abordagem e aparentou nervosismo. A mulher foi encontrada sobre a cama pela polícia e, “desesperada”, confirmou a violência. Disse, também, que os dois tinham um relacionamento, mas que não o havia denunciado por medo.

De acordo com a PM, empresário europeu ficou agressivo e foi preso. Seringas de droga injetável e maconha foram encontrados no apartamento.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: G1SC