#PraCegoVer Na foto, a fachada do Fórum de Tubarão
- Foto: TJSC | Divulgação

Sob a presidência do juiz Guilherme Mattei Borsoi, da 1ª Vara Criminal de Tubarão, o Tribunal do Júri condenou uma mulher de 28 anos por homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e fraude processual. O crime ocorreu em abril de 2021, no bairro São Clemente. Conforme a denúncia, a ré, de 28 anos, discutiu com um homem, de 67 anos, e o asfixiou com um travesseiro. Na sequência, ela cometeu fraude processual ao tentar limpar o local.

Depois, a acusada transportou o cadáver da vítima para outro cômodo e o enrolou em um lençol para dificultar sua localização. O Conselho de Sentença reconheceu que o homicídio foi praticado por motivo fútil e mediante asfixia, e também os crimes de ocultação de cadáver e fraude processual. A ré foi condenada a pena de 18 anos, um mês e 15 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado. Cabe recurso da decisão ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Fonte: Tribunal de Justiça de Santa Catarina
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul