#Pracegover Foto: na imagem há edificações, veículos e árvores
#Pracegover Foto: na imagem há edificações, veículos e árvores

Uma mulher de 23 anos foi presa em São João Batista nesta sexta-feira (11) por suspeita de ter agredido a filha de apenas dez meses. A prisão ocorreu logo após o Hospital Municipal Monsenhor José Locks, que atendeu a bebê com graves lesões, acionar a Polícia Militar (PM).

A criança chegou ao hospital com fraturas nas duas pernas, nas costelas e no braço. Ela ainda tinha um olho roxo e vários hematomas pelo corpo, que indicam que a bebê possa ter sido arremessada para o chão e pisoteada.

À PM, o Conselho Tutelar informou que já procurava a mulher há cerca de 20 dias, quando foi acionado por suspeita de agressão à mesma criança, que, na ocasião, chegou a um hospital infantil em Florianópolis com o braço esquerdo quebrado.

A mãe disse à PM não saber como surgiram as marcas de agressões na filha e recebeu voz de prisão ainda no hospital em São João Batista. Os policiais conduziram a mulher à delegacia regional, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. Ela está detida em Itajaí e aguarda audiência de custódia. A bebê segue internada e está sob os cuidados do Conselho Tutelar.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Com informações do NSCTotal