Orleans

Uma ‘mãe de santo’ de 42 anos, procurada por praticar vários golpes, foi identificada pela Polícia Civil de Orleans, assim como o seu companheiro, comparsa nos crimes. A prisão preventiva dela por estelionato foi decretada esta semana pelo delegado Ulisses Gabriel.

Policiais trabalham na busca para localizar o paradeiro da golpista, já que ela faz parte de um grupo de pessoas que mudam constantemente de lugar. Por meio das investigações, a polícia descobriu que existem mais cinco integrantes pertencentes à quadrilha, que possui moradia em Chapecó, e aplica o crime em outras cidades. A ‘mãe de santo’ seria a chefe do bando.

O primeiro golpe, em Orleans, foi registrado no último dia 24 de março, quando uma mulher de 53 anos perdeu R$ 22 mil. A vítima foi pedir um serviço à falsária, que atendia em uma residência no bairro Coloninha. Com a promessa de dobrar a quantia, a impostora pediu à cliente que levasse o dinheiro. Assim ela fez e, dentro de um pacote, colocou as cédulas. A golpista a mandou virar de costas para fazer a ‘benzedura’. Quando a vítima desvirou, recebeu o embrulho de volta e foi orientada que o abrisse somente na segunda-feira.

Quando chegou em casa, encontrou pedaços de papel no lugar do dinheiro. A mulher, que visitou a charlatona outras vezes, foi até a delegacia registrar o boletim de ocorrência. Depois disto, outras pessoas apareceram e relataram que também foram lesadas, no mesmo período. No entanto, em valores menores comparados aos R$ 22 mil.