Maycon Vianna
Tubarão

“Mais um gole, aí?”. “Mais uma cervejinha, patrão?”. O diálogo entre clientes e garçons parece ter mudado nos últimos 58 dias. O rigor da ‘Lei Seca’ já traz resultados positivos, tanto nas ruas quanto nas rodovias que cortam Tubarão.

A avaliação das polícias rodoviária federal e militar, que promovem constantes barreiras, é de que o número de acidentes e de infrações caiu relativamente e os motoristas adaptam-se para cumprir a determinação legal que prevê multa, suspensão da carteira de habilitação por um ano e prisão para quem for pego ao volante com índices de álcool.

Na ação da PRF de Tubarão, desde que entrou em vigor a ‘Lei Seca’, no dia 19 de junho, 90 motoristas foram parados e 27 condutores foram detidos na BR-101 (no trecho entre Imbituba e Tubarão) e receberam as punições previstas, incluindo a apreensão da carteira de habilitação.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal do posto de Tubarão, Teodoto Tonon, aponta uma redução no número de acidentes estimada em 30%. Há aproximadamente dois meses, são realizadas constantes operações com o objetivo de evitar que motoristas que consumiram álcool continuem a trafegar pela rodovia federal.

Nas ruas de Tubarão, a Polícia Militar também atua para tirar de circulação quem insiste em dirigir após beber. O saldo atual nas blitze realizadas até a última quarta-feira aponta que 140 motoristas foram abordados: no total, foram registrados 23 autos de infrações e 17 motoristas detidos e com as carteiras apreendidas.

Neste mesmo período (de vigor da ‘Lei Seca’), não foram registrados acidentes de trânsito com morte ou feridos graves decorrentes do excesso de álcool no perímetro urbano.