Foto: Divulgação/Notisul
Foto: Divulgação/Notisul

Laguna

A força policial de Laguna agiu com rapidez nesta sexta-feira após ciência do homicídio do idoso Fernando José Cornélio, de 72 anos. O seu corpo foi encontrado na rua Armando Nunes, nº 56, no bairro Cabeçuda. As polícias Civil e Militar deflagraram operação visando a prisão em flagrante do responsável pelo crime, apontado como latrocínio.

O autor, que teria fugido em duas oportunidade de policiais civis lotados na Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, fugiu para um matagal, conseguindo-se se esconder, mesmo durante os sobrevôos realizados pela equipe do Serviço Aeropolicial (Saer) da Polícia Civil de Criciúma, em apoio.

Após todas as forças de segurança encerrarem as diligências no local, já por volta das 14h desta sexta, policiais militares obtiveram nova informação sobre o paradeiro do investigado, logrando êxito na sua captura. O autor, que teria retornado de uma mata fechada à sua casa, estaria escondido em um sofá, sendo capturado.

Todas as testemunhas e envolvidos nos fatos sob apuração restaram inquiridos na sede da DIC, sob a coordenação do Delegado Bruno Fernandes, e, após a reunião de elementos indiciários referentes ao crime, o detido,  de 18 anos, foi autuado em flagrante delito como incurso nas sanções previstas no artigo 157, §3º, inciso 2º, do Código Penal.

Foi apurado que ele entrou na casa do idoso pelo basculante e tentou subtrair diversos pertences, foi quando houve uma luta corporal com a vítima, momento em que o autuado desferiu diversos socos no rosto de Fernando José, que caiu no chão, recebeu chutes em sua cabeça, sendo essa, ao menos provisoriamente, a causa de sua morte.

Foram roubamdos valores que estavam no interior do caixa de um pequeno bar e diversas garrafas de cachaça, sendo uma delas inclusive apreendida na própria residência do autuado, após dela fazer pouco consumo.