Lages: jovens são agredidas com cassetete por policial militar

Homem desferiu golpes no rosto, nas costas e nos braços das mulheres

Um policial militar licenciado agrediu pelo menos três mulheres dentro de um apartamento nesta segunda-feira (3), em Lages. O caso ocorreu por volta das 22h, no bairro Coral. A ação foi gravada e divulgada ainda na noite desta segunda nas redes sociais.

De acordo com relatos das vítimas feito nas redes sociais, as cinco mulheres comemoravam a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na Universidade. Das jovens que estavam no local, quatro delas moram no apartamento.

O policial afastado das atividades é vizinho das vítimas e está licenciado dos trabalhos por integrar o grupo de risco do novo coronavírus. Conforme relatos, incomodado com a comemoração, o profissional de segurança pública resolveu tirar satisfação. Um boletim de ocorrência foi registrado.

Na gravação o PM discutia com as mulheres e bateu por diversas vezes com o cassetete sobre a mesa. O profissional agrediu as jovens com golpes no rosto, nas costas e nos braços. As agressões físicas ocorreram após uma mulher entrar no apartamento e tentar tirar o celular de uma das jovens, que gravava o ocorrido.

Sobre a ação do profissional, a Polícia Militar de Lages informou que determinou a instauração de um procedimento para apurar o caso. A corporação afirma que considera um fato isolado, que não condiz com a formação dos policiais catarinenses, e ressalta que não “coaduna com qualquer conduta irregular, bem como violência contra a mulher”.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul