#pracegover Na foto, cantor Belo sendo acompanhado por um policial
Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia

O desembargador Milton Fernandes de Souza aceitou o pedido de habeas corpus da defesa do cantor Belo e expediu o alvará de soltura. O artista passou um dia na prisão e pode ser liberado nas próximas horas desta quinta-feira (18).

O cantor Belo foi preso nesta quarta-feira (17) pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro. O artista está sob investigação por conta de show realizado no último dia 13, no Complexo da Maré, localizado na Zona Norte do Rio.

Belo foi detido na operação “É o que eu mereço” durante a participação em um programa de rádio, na cidade de Angra dos Reis. Ele foi indiciado pelos crimes de epidemia, organização criminosa e esbulho possessório (ato pelo qual, o possuidor se vê despojado da posse).

Até o momento, as informações são de que o evento, realizado no interior da Escola Municipal do Parque União, não obteve autorização da Secretaria Municipal de Saúde do Rio, que já havia proibido eventos por conta da pandemia de Covid-19.

Um inquérito foi aberto na última segunda (15) e a DCOD cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e mais cinco de busca e apreensão ao longo da manhã desta quarta (17). Nomeada de “É o que eu mereço”, a operação foi responsável pela prisão de Belo em Angra dos Reis, na Costa Verde.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul