#Pracegover Reprodução da carteira de identidade Fabiano Kipper Mai
Foto: Reprodução internet

Durante coletiva de imprensa no fim da tarde desta terça-feira, em Saudades, a Polícia Civil traçou um perfil do jovem que assassinou três crianças e duas professoras de uma creche local.

Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, invadiu a escola com uma espada ninja e desferiu golpes contra as vítimas. Em seguida tentou tirar a própria vida cortando o pescoço. Ele ficou gravemente ferido e foi levado ao hospital de Pinhalzinho, a 11 km de Saudades.

As crianças assassinadas tinham apenas 1 ano de idade. Todas estavam na mesma sala junto com a professora que morreu no ataque, Keli Adriane Aniecevski de 30 anos. A agente educacional Mirla Renner, de 20 anos também é uma das vítimas fatais.

De acordo com a Polícia Civil, Fabiano é estudante do ensino médio e trabalha em uma empresa na cidade.  É um rapaz problemático, não queria mais ir para escola porque sofria bullying, maltrata animais, fica muito tempo trancado no quarto sem se comunicar com as pessoas, se afastou dos amigos e até ficou sem celular.
Conforme a polícia, Fabiano vem de uma família humilde. A polícia conversou com a mãe do jovem que disse não fazer ideia que ele cometeria o crime. “Ela disse que o filho comprou a espada há pouco tempo e perguntou onde e como ele iria usar, ele respondeu que seria para machucar um bicho em casa. Ela pensou que fosse brincadeira”, informou a polícia durante a coletiva de imprensa.
Em revista à casa de Fabiano, a polícia apreendeu o computador e encontrou cerca de R$ 10 mil em dinheiro. “A mãe disse que o dinheiro era do trabalho dele”, explicou a polícia.
Quanto à motivação do crime, a polícia informou que ainda é cedo para saber e que agora investiga todas as possibilidades.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul