As espingardas foram apreendidas e encaminhadas à perícia para comprovar o calibre.
As espingardas foram apreendidas e encaminhadas à perícia para comprovar o calibre.

Mirna Graciela
Laguna

A operação ‘Cidade mais Segura’, realizada nesta sexta-feira, em Laguna, pela Polícia Militar, resultou na prisão de um jovem de 21 anos em função da posse de duas espingardas (uma de calibre 22 e outra de pressão). A ação ocorreu até a 1 hora de sábado.

O rapaz foi abordado em sua residência, no bairro Portinho, por volta das 17h30min, por meio de uma denúncia anônima. As armas estavam escondidas no forro da casa. Ele foi conduzido à delegacia da cidade. Segundo o delegado Flávio Costa Gorla, o jovem alegou que as espingardas foram colocadas no local pelo seu cunhado e que ele pediu ao parente que fossem retiradas.

O delegado ainda informou que as armas foram apreendidas e encaminhadas para a perícia para comprovar o calibre. “Diante dos fatos, arbitrei uma fiança, ele pagou e foi liberado. A documentação do flagrante será encaminhada ao fórum da cidade, ele ficará à disposição do poder judiciário e poderá pegar uma condenação de até três anos pela posse das espingardas”, explicou o delegado.

Combate ao tráfico e a criminalidade

A finalidade da operação ‘Cidade mais Segura’ é destacar a atuação da Polícia Militar com a preservação da ordem pública e aumentar a segurança para a população. Sete autos de infração de trânsito foram aplicados e seis veículos tirados de circulação por estarem com documentação irregular.

A ação policial teve como foco fiscalizar o funcionamento de bares e estabelecimentos de diversão, além da repressão ao tráfico de drogas, barreiras fixas nos acessos, bem como em bairros com altos índices de delitos com abordagem, vistoria de veículos e pessoas suspeitas.
Os trabalhos dos policiais militares foram executados com as guarnições do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) e do rádio patrulhamento, e da agência de inteligência.