Maycon Vianna
Tubarão

Um crime brutal ocorreu por volta das 21 horas de ontem, próximo à ponte Manoel Alves do Santos (do Morrotes), em Tubarão. Segundo testemunhas, o serralheiro Roge Machado Moreira, de 25 anos, morador do bairro Fábio Silva, estava sentado em um banco à beira-rio quando um homem chegou em uma motocicleta e atirou entre seis a sete tiros em sua cabeça. O jovem residia no fundo de uma casa com duas irmãs, a companheira e a filha de 8 anos.
Uma viatura da Polícia Militar chegou minutos depois do crime, quando uma multidão de pessoas já se reunia no local.

A sua companheira chegou 30 minutos depois do homicídio e contou uma história que pode apontar um caminho para as investigações. Segundo ela, na festa de Natal, dois homens invadiram a casa da vítima e ameaçaram a família. A mãe de Roge, inclusive, teria sido mantida sob a mira de uma arma.
“Já estavam à sua procura desde as festas de fim de ano. Pode ter sido um acerto de contas”, analisa a mulher.

Os peritos da Polícia Civil chegaram ao local e começaram a analisar do caso. O delegado Marcos Ghizoni, da Central da Polícia Civil de Tubarão, afirma que a arma usada nos disparos foi uma pistola. A dúvida está no calibre utilizado pelo criminoso. A polícia investigará o caso nos próximos dias.