O rapaz de 19 anos possuía 65 pedras de crack. Fotos: PM de Braço do Norte/DivulgaçãoNotisul
O rapaz de 19 anos possuía 65 pedras de crack. Fotos: PM de Braço do Norte/DivulgaçãoNotisul

Braço do Norte

Com a informação de que drogas eram comercializadas em um bar, no bairro São Matheus, conhecido como Morro da Formiga, em Braço do Norte, as guarnições da Polícia Militar do município deslocaram-se até a localidade para averiguar. Cinco pessoas foram revistas. Uma delas, um jovem de 19 anos, carregava 65 pedras de crack.

Uma usuária que saía do local possuía três pedras da mesma substância e um cachimbo para o consumo da droga. Ela foi liberada e o rapaz encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão. Um adolescente de 17 anos estava em sua companhia.

Ambos têm tatuagens de carpas e o símbolo yin-yang, desenhos comuns aos integrantes da facção criminosa ‘Primeiro Comando da Capital’ (PCC). O rapaz é morador do bairro São Martinho, em Tubarão. O menor havia sido apreendido há pouco mais de um mês pelos policiais da Divisão de Investigação Criminal (DIC), em uma operação no Morro do Taió, na mesma localidade.

Como não tinha nada de ilícito no momento do flagrante, foi liberado, mas possui passagens por porte ilegal de arma, disparo de arma de fogo, formação de quadrilha e uso de drogas. O PCC surgiu no estado de São Paulo e atua em todo o país. A facção recruta criminosos em cidade da região sul.


A tatuagem é o símbolo comum dos integrantes da facção criminosa PCC.