Maycon Vianna
Tubarão

Foram praticamente seis meses de investigação da Polícia Civil de Tubarão. Provas testemunhais, depoimentos semanais, eficácia na apuração dos fatos. E, ontem, os investigadores anunciaram o desfecho de quatro dos últimos cinco homicídios ocorridos na cidade.

A sequência de assassinatos praticados em Tubarão vitimou Émerson de Oliveira Alves, 26 anos (conhecido como Pepê, em 24 de outubro de 2007), Rogê Machado Moreira, 25 (morto em 5 de junho), Taiane de Oliveira Espíndola, 21 (em 15 de julho), Lohana Gonçalves de Oliveira, de um ano e 8 meses (em 27 de julho) e Fabiano Francisco da Silva, 29 (em 31 de julho). “Agora, os inquéritos serão passados para o judiciário. Tem um detido que tem envolvimento como mandante em três dos assassinatos. A equipe da Polícia Civil mostrou eficiência e segue com um trabalho muito bom para elucidar os crimes em Tubarão”, avalia o delegado Marcos Ghizoni.

O Notisul já havia adiantado na edição de segunda-feira que as investigações estavam próximas do fim.
O primeiro procedimento policial a ser concluído foi o que envolveu a morte da pequena Lohana, cujos acusados de envolvimento estão presos. O atirador, de 21 anos, inclusive, já havia confessado a autoria do crime.

O segundo homicídio, pelo qual morreu Emerson, envolveu quatro pessoas. Todas estão presas. Com relação ao terceiro crime, que vitimou Rogê, as investigações apontaram a participação de duas pessoas, também já presas, e um adolescente, que se encontra detido. Sobre o quarto homicídio, que tirou a vida de Taiane, as investigações também comprovaram a participação de dois suspeitos e mais um adolescente. Todos estão presos.

Polícia Civil de TB mostra eficácia
Nas investigações dos último cinco homicídios ocorridos em Tubarão, com exceção do assassinato da criança Lohana, as demais vítimas (Emerson, Rogê e Taiane) foram “executadas à queima roupa” por questões ligadas ao tráfico de drogas de Tubarão, apresentando, inclusive, um indiciado em comum que participou das referidas mortes.

Os trabalhos investigativos seguem e a Polícia Civil acredita que logo será esclarecido o assassinato de Fabiano Francisco da Silva e desmantelada a quadrilha de traficantes que premeditou os crimes (dois ‘líderes’ já estão presos – o primeiro, pela morte de Emerson; o segundo, pela morte de Emerson, Rogê e Taiane).
As investigações foram realizadas pela equipe da Central de Polícia de Tubarão. A ‘Operação Tubarão 121’ foi coordenada pelos delegados: Renato Poeta, Nazil Bento Júnior, Damásio Mendes Brito e Genuíno Eugênio Martins, enquanto as investigações finais dos respectivos inquéritos policias ficaram a cargo do delegado Marcos Ghizoni.