Braço do Norte

Em continuidade às investigações que apuram o racha entre dois veículos que resultou nas mortes de duas jovens, na SC-438, em Braço do Norte, no último dia 4, o Instituto Geral de Perícias (IGP) e a Polícia Civil realizam, às 10 horas de amanhã, a reconstituição do acidente. A ideia é verificar a velocidade com que os carros cruzaram a avenida Felipe Schmidt em direção a São Ludgero. Imagens do circuito interno de monitoramento de um estabelecimento serão usadas para a comparação.

A avenida Felipe Schmidt será fechada no trecho entre o semáforo, próximo à Agro Jô, até o trevo, na saída de Braço do Norte. No dia do acidente, um Vectra, que estaria participando de um racha, atingiu um Renault ocupado por cinco jovens. Lígia Heidemann Schueroff, 22 anos, e Simone Sebastião, 24 anos, morreram na hora.

O condutor do Vectra continua preso na delegacia de Braço do Norte desde o dia do acidente. Ele aguarda o resultado do habeas corpus pedido pela defesa. Se o pedido for negado, ele será transferido ao presídio de Tubarão. O condutor foi enquadrado por duplo homicídio doloso (com intenção de matar).
Ele também responde pelos crimes de dirigir sem permissão – já que a sua carteira de motorista estava cassada pela Polícia Civil por acúmulo de 23 pontos.