Maycon Vianna
Imbituba

A Polícia Civil de Imbituba deu início, ontem, às investigações sobre o homicídio ocorrido por volta das 11h15min desta quarta-feira, no bairro Nova Brasília, em plena luz do dia. Os três suspeitos, encontrados no Corsa verde que estava capotado, prestaram depoimento no mesmo dia da prisão.

Segundo o delegado da Polícia Civil de Imbituba, Luiz Carlos Cardozo Jeremias, durante o interrogatório eles se contradisseram e não foi possível saber outras informações sobre o fato. “Trabalhamos para buscar o mandante do crime. É estranho que quatro pessoas saiam de Florianópolis para assassinar um homem em Imbituba. Pode ser queima de arquivo ou acerto de contas, porém, ainda é cedo para determinar mais detalhes sobre este último homicídio”, afirma o delegado.

Evaldo Alves dos Santos, natural de Tubarão, tinha 47 anos e já teve passagem pela polícia. Ele recebeu cerca de cinco tiros quarta-feira. No dia 17 de julho, ele teria sofrido uma tentativa de homicídio no sítio em que morava, na rodovia estadual, em Imaruí. Uma comerciante, que estava perto do local do crime, disse que ouviu mais de 11 disparos contra a vítima. “Ele saiu do mercado e, em seguida, quatro homens o cercaram. Dois efetuaram os disparos e saíram rapidamente de um carro verde escuro”, detalha a testemunha.

Em um matagal, próximo ao local em que o veículo capotou, foram encontrados dois revólveres calibre 38 e uma pistola 7.65 milímetros, possivelmente usados no crime. Os três suspeitos (de 22, 20 e 19 anos, respectivamente) estão presos na unidade prisional e responderão por homicídio qualificado.