Uma operação para o cumprimento de mandados de buscas e apreensões, e de medidas cautelares protetivas de afastamento referente a uma investigação de estupro, foi deflagrada hoje (7) pela Polícia Civil de Gravatal, com apoio da Polícia Militar e da Agência de Inteligência da PM do município, e do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) da PM de Braço do Norte.

As medidas cautelares são relacionadas a um inquérito policial e Procedimento de Apuração de Ato Infracional, ambos da Delegacia de Polícia de Gravatal. Os procedimentos foram instaurados, pois os suspeitos do crime são um adulto e um adolescente.

Os mandados de buscas foram cumpridos no bairro Brasília, em Gravatal, e na localidade de Capitel, em Braço do Norte. Foram apreendidos aparelhos de celular e um computador, os quais serão analisados. 

Em uma residência, em Braço do Norte, foi localizado um homem de 31 anos, que estava com mandado de prisão em aberto pelo Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas. Ele foi encaminhado para o Presídio Regional Masculino em Tubarão. O mandado de prisão é referente à porte ilegal de arma de fogo.

Os suspeitos do estupro foram interrogados. Não foram divulgados outros detalhes sobre a investigação para preservar os envolvidos. Cerca de dez policiais, entre civis e militares, atuaram na ação. 

A investigação é acompanhada pelo Ministério Público e pelo judiciário da Comarca de Armazém. A coordenação é do delegado Gabriel Luiz Marcondes.  Psicólogas da DPCAMI de Tubarão também auxiliaram nos trabalhos investigativos e de acompanhamento da vítima.

Foto ilustrativa