Uma menina de 3 anos foi resgatada hoje (2) dos escombros de um dos 20 prédios que desabaram na região da província de Esmirna, na Turquia. Já faz três dias que um forte terremoto de magnitude 7. atingiu o mar Egeu e as equipes de resgate ainda procuram por sobreviventes.

A mãe e os três irmãos da garota foram salvos no sábado (30). Eles ficaram soterrados durante 18 horas. No hospital, uma das crianças não resistiu e morreu.

O número de mortes pela tragédia no país subiu para 83 e o de feridos 994. Dois adolescentes também perderam a vida na ilha grega de Samos, ao leste do mar Egeu.

Cerca de 8 mil socorristas e profissionais da saúde, além de 25 cães farejadores, continuam nos trabalhos de assistência às vítimas e buscas. Eles acreditam que 20 pessoas ainda podem estar sob os escombros de oito prédios.

Tremor provocou minitsunami
O terremoto também foi sentido em Istambul e Atenas, e provocou um minitsunami que inundou as ruas de Seferihisar, cidade turca próxima do epicentro. Ainda causou danos materiais severos na costa de Samos, na Grécia.

Com receio de novos tremores, muitos habitantes da província de Esmirna passam as noites em barracas nas ruas. Mais de 3,5 mil tendas e 13 mil camas foram montadas para abrigar a população.

País está os mais propensos a tremores
Atravessada por grandes falhas geológicas, a Turquia está entre os países mais propensos a tremores do mundo. Em 1999, um terremoto de magnitude 7.4 sacudiu a cidade de Izmit, no noroeste do País, quando mais de 17 mil pessoas morreram e 500 mil ficaram desabrigadas.

Em 2011, um tremor de magnitude 7.1 na província de Van matou mais de 600 pessoas. Em janeiro, 40 pessoas morreram durante um terremoto de magnitude 6.8 na província de Elazing, no leste do país.
Fonte: Folhapress/Edição Notisul/Foto: Izmir TRAC/Handout/Reuters TV/Divulgação Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul