São 154 o número de mortos na explosão que ocorreu no porto de Beirute na última terça-feira (4). Segundo o governo, 60 pessoas continuam desaparecidas.

Cinco mil ficaram feridas e 120 em estado grave. Dos 154 mortos, pelo menos 43 eram sírios, de acordo com a Embaixada de Damasco em Beirute.

“Estamos encontrando fragmentos de corpos, mas ainda esperamos achar sobreviventes”, disse o general Jean Nohra, responsável pelas operações de socorro no Exército do Líbano.

A principal suspeita é de que a explosão tenha sido provocada pela detonação de 2.750 toneladas de nitrato de amônio que haviam sido apreendidas pelo país seis anos antes. No entanto, o presidente Michel Aoun não descartou a hipótese de uma “ação externa”, como “mísseis ou bombas”.

A comunidade internacional fará neste domingo (9) uma conferência para arrecadar doações para o Líbano, que antes da explosão já enfrentava uma grave crise econômica.

Fonte: Uol
Foto: EFE/EPA/Wael Hanzeh

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul