Laguna

 
O inquérito policial do acidente que provocou a morte da adolescente Tais Silveira dos Santos, de 17 anos, no mês passado, em Laguna, foi enviado ontem ao judiciário pelo delegado Flávio Costa Gorla. Tais era caroneira de uma motocicleta conduzida por sua irmã, Dayane Silveira, na avenida João Pinho, no Mar Grosso.
 
A batida ocorreu no dia 13, no fim da tarde, quando as duas foram atingidas por um Palio. Segundo o delegado, ainda há dois documentos complementares que serão encaminhados posteriormente. “Trata-se do resultado dos exames de corpo de delito da Dayane e do sangue do condutor do carro, que concordou em fazer”, explica o delegado. 
 
Ainda constam no inquérito o depoimento de três testemunhas – duas presenciaram o acidente e um profissional do serviço médico de urgência (Samu) prestou socorro à vítima -, além das provas técnicas (análise dos veículos). No dia do acidente, Tais foi levada com vida ao Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu minutos depois. O motorista, de 45 anos, saiu ileso.
 
Dayane teve alta do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão, na última sexta-feira e recupera-se em sua casa, em Laguna. Ela passou por cirurgia para a colocação de um pino e uma placa nos quadris.