Maycon Vianna
Imbituba

Esfaqueamento, tiros, espancamentos, acerto de contas… A ação de matar voluntariamente um ser humano traz dados alarmantes para os municípios da Amurel. Só em Tubarão, por exemplo, houve cinco homicídios dolosos (com a intenção de matar) entre janeiro de 2007 e junho de 2008 (assassinato de um mototaxista, lesão corporal seguida de morte, morte de um rapaz por esfaqueamento no bairro São João e dois homicídios à queima roupa, o último há cerca de um mês, próximo à ponte do Morrotes).

Imbituba lidera o ranking, com dez mortes nos últimos no mesmo período. Em 2008 (que ainda está na metade), já foram três homicídios. A terceira vítima do ano foi uma mulher, assassinada à queima-roupa na madrugada de ontem, por volta das 2h40min, na saída de uma casa noturna do bairro Vila Nova, em Imbituba. Luciana Laurindo Martins, 24 anos, que já cumpriu pena por tráfico de drogas, estava com o seu namorado dentro do carro, um Palio azul, estacionado em frente ao estabelecimento. Ela foi atingida por vários disparos seguidos.

Dois homens em uma moto efetuaram os disparos. O companheiro da vítima não ficou ferido. “Vamos intensificar as investigações”, resume o delegado da Polícia Civil de Imbituba, Luiz Carlos Jeremias.
O corpo de Luciana foi diretamente encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão. A necropsia confirma a morte por disparos em várias partes do corpo.