O bar em que Fred Nascimento foi atingido quarta-feira pertence ao seu tio Jaci
O bar em que Fred Nascimento foi atingido quarta-feira pertence ao seu tio Jaci

Tubarão

A família de Fred Nascimento de Campos teve uma trágica notícia bem no dia em que ele comemorava o aniversário de 32 anos. O homem morreu por volta das 23h45min de quarta-feira, após levar seis tiros. Um deles atingiu a cabeça de Fred em frente a um bar na rua Canadá, próximo ao Clube São Geraldo, no bairro Passagem, em Tubarão.
É o quinto homicídio registrado na cidade este ano. O último ocorreu há quatro meses. (Veja o quadro).

O crime ocorreu por volta das 19 horas. Dois homens chegaram em uma moto e o caroneiro atirou com um revólver calibre 38 seis vezes contra a vítima. Segundo o técnico do Instituto Geral de Perícia (IGP), os seis disparos atingiram Fred, um na parte de trás da cabeça e outro na face próximo ao nariz. As balas alojaram-se nas costas e no abdômen. Uma testemunha do homicídio confirma que o atirador sabia que era o aniversário de Fred. “O bandido chegou a desejar feliz aniversário, disse que a hora dele chegou e atirou sem piedade”, detalha.

Fred, que deixou três filhos, chegou a ser encaminhado com vida ao Hospital Nossa Senhora da Conceição pelos socorristas do Corpo de Bombeiros de Capivari de Baixo. “Não temos o que falar. Foi uma tragédia que deixou todos perplexos. Ninguém é capaz de ter ideia do quanto estamos sofrendo. É uma selvageria sem precedentes”, desabafa a irmã da vítima, Lara Nascimento.
O corpo de Fred foi velado na Capela Renascer, no bairro Passagem, na tarde de ontem.

Polícia Civil já iniciou as investigações

Os investigadores da Polícia Civil de Tubarão começaram o trabalho na tentativa de elucidar mais este homicídio na cidade. Os policiais que integram o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) já levantaram algumas pistas dos prováveis envolvidos na morte de Fred Nascimento. Os policiais registraram depoimentos de familiares e testemunhas do caso.

Alguns indícios podem chegar ao atirador que provavelmente é de uma boca de fumo da Área Verde ou Beco do Quilinho.
“O crime deve ter ligação com o tráfico de drogas. Existe a hipótese de um acerto de contas, ou seja, a vítima pode estar devendo dinheiro a algum traficante”, detalha um investigador.
O trabalho de investigação começou instantes depois do crime. As balas usadas pelo criminoso que atirou em Fred devem ser levadas para exame de balística.

Os homicídios em 2009

• Desde o início do ano, ocorreram quatro assassinatos em Tubarão. Marco Martins Paes, 32 anos, foi baleado pelo caroneiro de uma moto. O crime ocorreu no dia 2 de março, na rua Paulo Luiz Gomes, no bairro Santo Antônio de Pádua. Marco estava na casa de uma tia. O tiro atingiu o abdômen de Marco, que foi socorrido e ficou internado por uma semana no Hospital Nossa Senhora da Conceição, onde acabou falecendo.

• O segundo caso ocorreu no dia 22 de março. Renato Elias Oliveira foi esfaqueado próximo a um bar, na rua Andrino Sales Borges, no bairro São Clemente (Andrino), após uma discussão. O acusado, o pai do rapaz, entregou-se dias depois à polícia e aguarda em liberdade.

• O terceiro homicídio foi o de Carlos Alberto de Oliveira, 33 anos, em 4 de abril. Ele foi morto com três tiros. O crime ocorreu no cruzamento das ruas Sílvio Cargnin e Manoel Luzidério Alves, também conhecida como Beco da Valdete, no bairro Fábio Silva.

• O quarto caso foi o de Regiane de Jesus Burato, 30 anos, no dia 7 de abril. Ela foi assassinada à queima roupa com dois tiros (um atingiu a cabeça e outro o braço) em frente a um bar, na rua São João, no bairro Morrotes. Regiane transitava pelo local quando foi abordada por dois rapazes em uma moto. Um deles atirou contra ela. A moto utilizada no crime, uma CG Honda Titan cinza, com placa de Laguna, foi encontrada instantes depois do homicídio, no Beco do Quilinho, no bairro Morrotes. O veículo tinha registro de furto do dia 6 de abril.

• O quinto homicídio ocorreu quarta-feira. Fred Nascimento, 32 anos, foi alvejado em frente a um bar na rua Canadá, no bairro Passagem. O caroneiro de uma moto efetuou seis disparos. Um dos tiros atingiu a cabeça. Ele chegou a ser encaminhado pelos bombeiros ao Hospital Nossa Senhora da Conceição e faleceu por volta das 23h45min. A polícia acredita em acerto de contas por influência do tráfico de drogas.