Maycon Vianna
Sta.Rosa de Lima

Os investigadores da Polícia Civil de Santa Rosa de Lima, com o apoio dos policiais da comarca de Braço do Norte, já reúnem provas e depoimentos de testemunhas sobre a morte do servente de pedreiro Edélcio Carlos Porath, 35 anos, natural de Trombudo Central, no meio oeste catarinense. A vítima teria saído da cidade para trabalhar nas obras da Pequena Central Hidrelétrica (PCH), em Santa Rosa de Lima. O homicídio ocorreu na última quarta-feira, às margens do rio, próximo à república em que os operários estão alojados. A última vez em que ele foi visto com vida estava em um bar.

A investigação está avançada e há suspeita de envolvimento de algum colegas na morte de Edélcio. Porém, os policiais civis do município ainda são cautelosos para afirmar este fato.
Edélcio foi agredido com um objeto na região frontal da cabeça. Pode ter sido um pedaço de pau ou uma pedra. A perícia técnica que fez a análise do corpo confirmou ontem que não há indícios de briga corporal antes da morte.
Nos próximos dias, a polícia reunirá provas para tentar chegar ao criminoso.